RAFAEL E OS SEIS DEDOS DE SÃO SISTO

Atualizado: 29 de Jul de 2019

Um dia desses achei um vídeo na internet que mostrava curiosidades da História da Arte e uma delas era bem interessante: no quadro “Madona Sistina” de Rafael Sanzio, o personagem de São Sisto parece ter seis dedos na mão direita! Fiz uma busca rápida e li que na antiguidade o fato de algumas figuras terem seis dedos tinha um valor simbólico que indicava poderes diferenciados, como o tal “sexto sentido” e a capacidade de decifrar sonhos. Mas, antes de publicar aqui, fui me certificar e encontrei outras informações (desta vez em livros, e não em sites).


Madona Sistina, Rafael (1513-14)

A Madona Sistina é uma das obras mais famosas de Rafael. Foi realizada em 1513-14, encomendada pelo Papa Júlio II para ser doada à Igreja de São Sisto na cidade de Piacenza, mede 2,70m x 2,00m e pertence atualmente ao acervo da Gemäldegalerie de Dresden, na Alemanha.


Nessa obra a virgem Maria está situada ao centro e no alto, segurando em seu colo o menino Jesus. De um lado vemos a figura de São Sisto e, do outro, a de Santa Bárbara. São Sisto dirige seu olhar para a Virgem e, com um gesto de mão, parece trazer a nossa atenção para o quadro. Santa Bárbara olha para baixo em direção aos dois anjos que debruçam sobre uma espécie de palco ou balcão. Nosso olhar percorre uma trajetória que parte do olhar de São Sisto, passa pelo olhar da Virgem, segue até os olhos de Santa Bárbara e vai até os anjos, voltando novamente até os olhos de São Sisto e fechando um percurso visual imaginário.


Maria e o Menino são, sem dúvida, as figuras mais importantes e por isso ficam acima de todos. Com exceção dos anjos, todas as figuras estão apoiadas em nuvens, e por trás das cortinas abertas no alto da tela vemos uma névoa que toma todo o fundo da cena.


Os seis dedos de São Sisto

Temos vários mistérios nesta cena. Aí vão alguns deles... Maria está descalça e, nem ela, nem Santa Bárbara, possuem auréolas; apenas São Sisto possui uma. Os anjos têm uma expressão meio marota e meio aborrecida, como crianças entediadas. O que é esse objeto à esquerda e abaixo de São Sisto? E, por fim, temos os seis dedos de São Sisto! Só que este último detalhe não é verdadeiro. Se prestarmos atenção, veremos que o que parece ser o sexto dedo é na verdade o interior da mão.

Rafael Sanzio nasceu na cidade de Urbino em 1483 e faleceu em Roma em 1520. Foi um dos principais pintores da Renascença italiana, ao lado de Michelangelo e Leonardo. Além de pintor, foi arquiteto e designer. Chegou em Florença no ano de 1504, numa época em que os padrões artísticos tinham atingido níveis altíssimos a partir das descobertas de Leonardo e Michelangelo, que eram mais velhos, experientes e poderosos que Rafael. Mas, eles eram também pessoas bastante difíceis de se conviver, ambos geniosos e imprevisíveis. Rafael, ao contrário, era dócil, trabalhador e perseverante. Além de seu talento, essas qualidades garantiram a ele um posto equivalente aos outros dois. Em 1508 foi viver em Roma, onde também foi respeitado e admirado. Rafael pintou muitas madonas; uma delas é a Madona Sistina.

88 visualizações

© 2019 Contenuti

logo-whatsapp.png